Arquivo da categoria: Pedra do Baú

Morador das terras altas

Logo que mudei pra cá (São Bento do Sapucaí), lá pelos idos de 1989, era bem difícil encontrar certos pássaros. Com a proibição, seguida de fiscalização e leis duras contra a caça e aprisionamento de pássaros, espécies como pássaros pretos, canários, cardeais e tucanos são cada vez mais comuns de serem avistados. Se antigamente, quando muito, se ouvia o grasnar dessas aves, agora é difícil sair numa manhã de tempo bom e não avistar um bando que seja. Esse tucano-de-bico-verde, é típico das terras altas próximas da Pedra do Baú, aqui na região da cidade, quase mil metros abaixo, o de bico amarelo (maior) é o mais avistado. Bem… para quem acha o bicudão simpático, é bom saber que ele é um predador impiedoso e ataca o ninho de pássaros menores, e nós mesmo, aqui em casa, já tivemos que espantar alguns na vassourada para evitar que devorasse uma ninhada de curruíras que estava na varanda.

Anúncios

A escalada na Pedra do Baú nos anos 70 – Papo com Ralph Pfister

Neste final de semana, após escalar com o amigo Weslei Costa, tive o prazer de encontrar com Ralph Pfister no Bauzinho, e pude trocar uma rápida conversa com este montanhista sobre a escalada na Pedra do Baú e como ele se iniciou no esporte.

Na conversa, ele ainda conta como fabricou as chapeletas que foram usadas em muitas das rotas conquistadas por Adalbert Kolpatzik, Max Haim, Galba Ataíde e outras do Clube Alpino Paulista nos anos 70 e 80.

Uma das chapeletas feitas por Ralph, equipava a fissura "Chove e não molha".
Uma das chapeletas feitas por Ralph, equipava a fissura “Chove e não molha”.

 

Mountain Bike nos altiplanos da Pedra do Baú e sul de Minas Gerais

Na estrada da Campista
Na estrada da Campista

 

Neste post, dou a dica de um maravilhoso circuito partindo do ZOOM Bike Park até a Vila Maria em Piranguçu, e voltando ao Pesca na Montanha.

O roteiro é pesado para quem não está acostumado.
No link http://www.everytrail.com/view_trip.php?trip_id=2657398 você consegue baixar o arquivo para GPS deste roteiro, que está descrito no Guia de Mountain Bike da Serra da Mantiqueira em uma planilha para você poder navegar pelo odômetro.

Depois da represa de Piranguçu
Depois da represa de Piranguçu